terça-feira, 17 de janeiro de 2017

a secreta carta das gotas d'água aos humanos

"Quando nos enxergarem grudados nas vidraças, saibam que aí estamos"


O livro é isso mesmo, a secreta carta das gotas d'água aos humanos. Os Aquatérris e as Aquaterrálias, como são chamados as gotas, "narram" a carta "através" de José Sander.

A carta aborda principalmente questões ambientais como água, energia renovável, saneamento básico, poluição, rios, dejetos nos mares, camada de ozônio, reciclagem e também questões como drogas, família, comportamento humano, doação de órgãos e avanços na medicina.

Mas a questão mais abordada neste livro é um projeto chamado Programa 36 que consiste no plantio de mudas. Como é esse projeto? Cada pessoa ativa entre oito e noventa anos, plantaria, por dia, 36 árvores. "...uma caixinha de sarrafo, retangular, ou ainda um recipiente plástico onde caibam os 36 saquinhos de terra bem umidificada contendo cada um dos 36 assim agrupados uma ou duas sementes de árvores, no ponto genético de fertilidade". E dessa forma elas seriam transportadas para viveiros e escolas.

"O mesmo se fará mas calçadas projetadas e existentes em todos os países do globo terrestre, nas matas enfraquecidas e moribundas e nas regiões de mata rala e - com espécies adequadas, que, aliás, existem - em todos os desertos e áreas adequadas, que aliás, existem - em todos os desertos e áreas degradadas que são de vosso inteiro conhecimento e consciência. [...] E, dentro de dois anos, a partir do primeiro dia, a contribuição sob forma de trabalho individual agregará 730 vezes 36, ou seja, 26.280 novas árvores no planeta tão necessitado. Ou mais".

Foi uma experiência completamente diferente pra mim ler um livro sob o ponto de vista das gotas. Não me convenceu. Mas o livro é importante. Como uma defensora da natureza, muitos assuntos era de meu interesse e do meu conhecimento. O livro e didático e poderia ser incluído nas escolas no ensino fundamental. A linguagem dele é simples e direta, apesar de fugir às vezes do foco.

*esse livro foi lido durante o #TorneioMLV para o desafio 4 (capa feia)*

Nenhum comentário: