quarta-feira, 7 de dezembro de 2016

escrevendo um livro

caderno onde estou escrevendo meu livro

Um tempo atrás (na verdade ainda esse ano), eu assisti a um documentário sobre pessoas que optaram por morar em lugares muito pequenos. Uma das cenas que eu vi me despertou a escrever uma história. Daí eu comecei a escrever sem saber exatamente o que escrever. No primeiro momento, eu só tinha uma personagem e um cenário, o resto eu teria de construir.

Ler livros bons, clássicos, estórias boas e etc, claro que não me fez uma exímia escritora; e pra falar mais, não sei bem se facilitou. Saber as regras gramaticais é uma coisa, construir uma estória boa é um grande desafio, uma grande aventura.

Muitos escritores já tem a estória inteira na cabeça e nas suas anotações, mas não foi o meu caso. Eu tenho ideias aleatoriamente, e não sei bem onde encaixá-las. Vai se encaixando ao longo da estória. Não me senti só quando li "how to write a story without an outline". Simplesmente me ajudou a continuar escrevendo, mesmo sem saber bem que caminho a seguir.

Sinceramente, eu não tenho pressa em escrever esse livro. Quero que ele saia naturalmente, mas também não quero, obviamente, que seja ruim. Existe muitas matérias por aí dando dicas de como escrever um livro em um mês, existem até desafios para escritores.
  • “Creativity flourishes with other people and in collaboration.” —Grant Faulkner
  • “Everyone has a story to tell. And everyone’s story matters.” —Grant Faulkner
  • “Writing a novel is the prize unto itself. That’s the gift you’re giving yourself and the world.” —Grant Faulkner
  • “Our stories connect us as human beings. They are what make our life rich.” —Grant Faulkner
  • “Novel writing is largely about building a big structure through small increments.” —Grant Faulkner
Eu vou coletando umas coisas aqui e ali que possam me ajudar e continuar escrevendo essa estória. Não quero que isso leve anos. Antes que se torne pedante, dois anos no máximo tá bom.

Entre essas minhas pesquisas, eu encontrei um artigo que me ajudou muito a compreender a diferença entre um escritor e um contador de estórias. E também que o bloqueio de quem está escrevendo vem da maneira errada de como se está construindo a história, e compreender a diferença entre esses tipos de escritores ajuda muito a saber qual é o seu perfil. Se você quer escrever um livro "gostoso" de ler ou você quer escrever uma estória com problemas, soluções, clímax e etc. Ou os dois.
Writer’s Block. We all know it. We all hate it. But, chances are, when writer’s block rears its ugly head, it’s because you’re struggling to operate in a way outside your comfort zone.
  • If you’re a writer at heart, stop trying to force the story and just write some beautiful prose. Give yourself a break and just write what you want to write without worrying about how it fits into the story. There’s always revision.
  • If you’re a storyteller, let go of wanting the perfect sentence, and just tell the story. Tell it out loud if it’s easier. And then just write down what happens without worrying about how the words sound. There’s always revision.
E pra quem quer ou está escrevendo um livro, recomendo a leitura desses artigos e seus respectivos sites. É só clicar em cima do hiperlink.
PS: os artigos são em inglês

Um comentário:

Paty Lavir disse...

Não vi como comentar no seu plus. Obrigada pelo comentário :)