quarta-feira, 23 de novembro de 2016

Apagão sem a luz da lua


Teve um apagão histórico no meu bairro que durou praticamente sete horas.
Eu estava fazendo tapioca na hora com meu computador ligado. Desliguei o computador e fiquei esperando. Daí o sol foi saindo e depois não tinha mais o que fazer. Eu não podia mais aspirar a casa, lavar a roupa e ficar na internet.
Acendemos algumas velas, comemos algumas coisas, fiquei dando uma olhada no meu caderno (vendo o que faltava fazer antes do fim do ano) e enfim.
Eu ia sair pra ver cinema por um real, mas é muito perigoso sair num apagão. Não fui. Academia não funcionou.
Veja quantas coisas que nos fazem depender de energia elétrica!
Fiquei brincando com o meu celular tirando algumas fotos em negativo.
Depois peguei a minha nikon e tirei algumas fotos da vela.
Nesse dia (14 de novembro) foi o mesmo da lua grande/brilhante enfim, mas estava nublado, chovendo de quando em vez e não deu pra ver lua nenhuma.
A luz voltou quase às 23h!
Ainda vou desenhar, pintar antes de ir dormir.
Mas fica comprovado que velas são românticas. Dançam conforme o vento moldando a cera com o calor.
Mosquitos é que não são românticos.

Nenhum comentário: