sábado, 10 de outubro de 2015

Estudar é mais fácil do que você pensa!

Se você é daqueles que se deixam interromper por qualquer motivo, pode estar certo de que aí está a causa de seus problemas escolares. Nada atrapalha mais o estudo do que começar e parar, começar e parar... Evite esse problema, com estas dicas:


1. Reserve sempre um mesmo período do dia para realizar as tarefas escolares, esforçando-se para não alterar esse horário de estudo. Isso o ajudará a criar um hábito de trabalho em casa. Descubra em que período do dia você é mais produtivo, pois isso varia de pessoa para pessoa. Peça que alguém da casa atenda ao telefone, avisando que você está ocupado. Se for para você, retorne a ligação logo que possível.

2. Procure um canto sossegado para estudar, verificando se todo o material de que precisa está à mão, como lápis, cadernos, dicionário, caneta, livros, borracha, compasso e coisas assim. Esse lugar deve ser gotoso, agradável, onde você tenha prazer em ficar. Mas deve ser também um local em que você possa isolar-se do mundo, fechando-se para tudo e para todos e estando aberto somente para aquilo em que você quer se concentrar.

3. Organize uma sequência de trabalho, isto é, o que fazer em primeiro lugar, o que fazer em seguida e assim por diante, de acordo com as necessidades. As tarefas para o dia seguinte devem ser as primeiras a serem feitas.

4. Ao final de cada tarefa, levante e dê uma voltinha por alguns minutos. Isso o ajudará a descansar sua mente e seu corpo. Depois, volte e retorne as tarefas.

5. Concentre-se em apenas uma tarefa de cada vez. Não faça uma atividade com a cabeça preocupada com o que ainda está faltando. Se você se organizar bem, haverá tempo de sobra para tudo.

6. Acostume-se a prestar atenção no tempo que você está gastando para fazer suas tarefas. Cada pessoa tem seu ritmo próprio. Não se compare aos outros, mas veja se não está perdendo tempo à toa.

7. Todo dia, você deve dar uma olhada rápida no assunto que acabou de ser ensinado. Não deixe para rever toda a matéria na véspera da prova. Desse jeito, você só descobrirá dúvidas quando não houver mais tempo de pedir auxílio ao professor.

Antes da prova

1. Não deixe tudo para a véspera! Faça uma programação de estudo que lhe permita revisar a matéria toda um pouco por dia durante alguns dias. Assim, você terá tempo para perceber pontos que não compreendeu bem e tirar suas dúvidas com o professor. Este Guia de Estudos serve justamente para isso: para você fazer sua programação.

2. Estude a matéria da prova na sequência em que foi explicada pelo professor. Não estude de modo desordenado, pulando capítulos, indo e voltando. Isso só vai confundi-lo.

3. Faça de novo os exercícios principais, sobretudo os mais antigos, para verificar se não esqueceu nada. Se houver alguma dúvida, anote neste Guia e fale com o professor. Não vá para a prova com dúvidas!

4. Se já tiver feito alguma outra prova com parte da matéria que você está estudando, dê uma olhada nela novamente. Atenção para não cometer os mesmos erros!

5. Preparar-e bem para uma prova é estudar todos os dias a matéria que for dada, mesmo sem saber em que dia será a prova. Quando a prova for marcada, você só terá de dar uma recordada [revisada] no que já viu, para sair-se muito bem.

No dia da prova

1. Verifique se você está levando todo o material de que vai precisar para a prova. A falta de uma régua ou de uma borracha pode prejudicá-lo.

2. Antes de começar a responder as questões, dê uma olhada na prova toda. Isso vai ajudá-lo a calcular a dificuldade das questões e o tempo que será necessário para resolver cada uma delas.

3. Concentre-se em uma questão de cada vez. Comece pelas mais fáceis. À medida que for resolvendo-as você vai ganhar mais confiança para enfrentar as mais difíceis.

4. Procure calcular bem o tempo da prova, reservando alguns minutos para uma revisão fina antes de entregá-la. Lembre-se: use todo o seu tempo disponível! Não tenha pressa para entregar a prova. Não se perturbe se quase todos os seus colegas já saíram da classe. Cada um deve preocupar-se com seu próprio ritmo. O importante é fazer uma boa prova e não bater recorde de velocidade!

5. Preste atenção ao que o professor pede que você faça na prova. Verbos como definir, explicar, exemplificar, relacionar, comparar têm um significado muito preciso. Se você "traduzir" mal o que o professor pediu, pode errar a questão, mesmo sabendo a matéria!

6. Digamos que o professor peça a definição de um cubo. Se você disser: "Um cubo é, por exemplo, um dado", você errou! Uma coisa não é "por exemplo", nada! Uma coisa é somente aquela coisa e pronto. O certo seria você responder assim: "Um cubo é um sólido que tem seis faces quadradas iguais"... Se o professor pedisse para você exemplificar um cubo, aí sim, você poderia citar o dado.

7. Do mesmo modo que muita gente erra quando a pergunta pede para comparar ou para relacionar duas coisas. Nesse caso, não basta definir cada uma delas, lado a lado. O que o professor quer é que você analise cada uma delas e veja quais são as semelhanças e diferenças existentes entre elas. É preciso pensar!

8. Também dá o maior problema quando o professor pede para explicar alguma coisa. Nesse caso, é preciso explicar mesmo, dar detalhes sobre a tal coisa. Não basta definir e pronto! Explicar quer dizer "desdobrar", "deixar claro". [pense em como você iria explicar sobre o Império Romano para quem nunca passou pela escola e ponha no papel]

9. Não adianta querer escrever mais do que o professor pediu, pretendendo assim melhorar a nota. Você deve ser objetivo e responder apenas o que foi solicitado. Lembre-se que, se tentar enrolar e fazer mais do que foi pedido, você pode até aumentar suas chances de errar!

10. Mesmo quando você não souber uma questão, é sempre bom tentar respondê-la ou resolvê-la. Muitos professores dão parte da nota da questão quando descobrem que o aluno fez um esforça para acertar.


Fonte: SAAS - Serviço de Assistência ao Aluno Salesiano
[minhas anotações]

Nenhum comentário: